06 maio 2013

Resenha: A Seleção

Bom dia, chocolates de pimenta!
Hoje venho com a resenha do livro A Seleção.

Companhia das Letras - Seguinte
Kiera Cass
1/3
Nota: ♥♥♥♥♥
Para trinta e cinco garotas, a “Seleção” é a chance de uma vida. Num futuro em que os Estados Unidos deram lugar ao Estado Americano da China, e mais recentemente a Illéa, um país jovem com uma sociedade dividida em castas, a competição que reúne moças entre dezesseis e vinte anos de todas as partes para decidir quem se casará com o príncipe é a oportunidade de escapar de uma realidade imposta a elas ainda no berço. É a chance de ser alçada de um mundo de possibilidades reduzidas para um mundo de vestidos deslumbrantes e joias valiosas. De morar em um palácio, conquistar o coração do belo príncipe Maxon e um dia ser a rainha.
Para America Singer, no entanto, uma artista da casta Cinco, estar entre as Selecionadas é um pesadelo. Significa deixar para trás Aspen, o rapaz que realmente ama e que está uma casta abaixo dela. Significa abandonar sua família e seu lar para entrar em uma disputa ferrenha por uma coroa que ela não quer. E viver em um palácio sob a ameaça constante de ataques rebeldes.
Então America conhece pessoalmente o príncipe. Bondoso, educado, engraçado e muito, muito charmoso, Maxon não é nada do que se poderia esperar. Eles formam uma aliança, e, aos poucos, America começa a refletir sobre tudo o que tinha planejado para si mesma — e percebe que a vida com que sempre sonhou talvez não seja nada comparada ao futuro que ela nunca tinha ousado imaginar.
A Seleção: Mas que livro! Que narração, que enredo, que personagens, que tudo!
Vou começar pela diagramação, que capa! Sério, eu simplesmente amei, linda e muito bem trabalhada *palmas para a editora*. A modelo, os vestidos, a letra, o relevo no título. Porém, eu tive o azar de encontrar pessoas que acham que o livro é de "menininha". Mas quanta hipocrisia! Pensei que já havíamos passado dessa fase, pessoal. No entanto, a capa continua linda. No início de cada capítulo você pode ver uma linda coroa, que entrou em perfeita harmonia com a capa e o enredo. Enfim, a Companhia das Letras arrasou!
Agora falando sobre a história:
“Não queria ser da realeza. Não queria ser Um. Não queria nem tentar.”
Certamente America é a única garota que não quer ser da realeza - pelo menos na história. A uma competição chamada A Seleção onde 35 garotas competem para ver quem será a próxima princesa Iléa e se casará com o príncipe Maxon - que certamente faz jus ao rótulo. Um perfeito cavalheiro, dotado de charme e muito nobre. Uma peça rara e muito apreciada atualmente. Mas voltando ao enredo, America por pressão da mãe e a pedido do seu namorado secreto - Aspen - se inscreve na Seleção. A pergunta é: Por que tanta impressão para que ela se inscreva? Iléa, antigo Estados Unidos, que depois da quarta guerra mundial se tornou propriedade da China e que após uma decadência econômica e uma revolta contra a Rússia e China, passou a se chamar Iléa aula de história tem um governo que é divido por castas. Casta 1 é composta pela realeza, a dois e a três são muito bem de vida, a quatro e a cinco são medianas, a cinco não é bem de vida, mas não chegam a passar fome. A coisa complica a partir da seis, que por sinal é a casta da America. É uma casta composta por artistas que são muito poucos valorizados e tem épocas do ano, que como ela mesmo diz, tem que escolher entre alimento e energia. E Aspen é da casta sete, uma garota não fica com um cara de uma casta abaixo da dela, porque ela passa a fazer parte da mesma. A casta sete é uma miséria. Aspen por diversas vezes abre mão de seu próprio alimento para deixar para seus irmãos, e America, em seus encontros escondidos, sempre que pode leva algo para ele comer. A casta oito é composta por todo o tipo de criminoso que não sofreu a pena de morte.
Acontece que ao se inscrever pra Seleção, America nunca acredita que seria selecionada. Ela era bonita, talentosa, inteligente e definitivamente, com muita personalidade. Porém, milhares de garotas extremamente lindas também se inscreveriam e para America, Maxon não passava de um príncipe esnobe atrás de um rostinho bonito. A surpresa para America é quando ela é selecionada e se vê dentro de um palácio competindo por um prêmio que não quer, sofrendo com um coração partido e cercada por garotas que estão tão focadas na coroa que fariam qualquer coisa para derrubar qualquer um.
Porém, com o desenvolver da competição, America passa a descobrir que não está permanecendo apenas pelo dinheiro que sua família recebe semanalmente, ou pela comida, ou para se ver longe de Aspen, ela percebe que vem desenvolvendo sentimentos pelo príncipe Maxon - que a princípio só queria ver como amigo, após descobrir que estava errada sobre o esnobe.
America se vê divida entre um príncipe - charmoso, carinhoso, delicado e encantador. E Aspen, já que quando ele passa a fazer parte da guarda do palácio,  passa a ser casta dois e isso não é mais um problema. - Seu amigo, amor, companheiro e conselheiro desde sempre.
E quem ela deveria escolher?

A narrativa é contagiante, leve comparado a outras distopias que eu li, envolvente e muito bem trabalhada. Os personagens são intensos, mas fala muito pouco da vida de cada um, são muito evasivos os detalhes. Porém, isso parece intencional.

Com certeza, A Seleção entrou para meus favoritos e eu o recomendo, sem dúvida. Uma distopia diferente, leve e envolvente, vocês vão se apaixonar como eu.

Vou colocar algumas citações:
"Se Aspen procurava dúvida, estava perdendo seu tempo. Ele era a única certeza na minha vida."
"Não se pode provocar alguém que não quer competir."
"Espero que encontre uma pessoa sem a qual não possa viver. E desejo que nunca precise saber como é tentar viver sem ela."
Espero que tenham gostado, até quinta com a resenha de A Elite.
xoxo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário nos deixará extremamente feliz, mas lembre-se: Tenha cuidado, as palavras tem poder.

- Não faça ofensas
- Não seja intolerante
- Não desrespeite a opinião alheia
- Se for divulgar, ao menos comente sobre o blog!

Não se esqueça de no final deixar o link do seu blog pra podermos retribuir, será um prazer.

Obrigada ♥
xoxo