04 junho 2013

Resenha: Beautiful Creatures - Dezoito Luas

Olá, pessoal!
Venho mais uma vez com uma nova resenha para vocês e dessa vez é de um livro esperado por muitos! Dezoito Luas está demais!

Beautiful Creatures - 18 Luas
Kami Garcia e Margaret Stohl
Editora: Galera Record
Páginas: 406
3/4
Nota: ♥♥♥

Sinopse: Ethan Wate pensou que ele estava se acostumando com os estranhos, acontecimentos impossíveis acontecendo em Gatlin, sua pequena cidade do sul. Mas agora que Ethan e Lena voltaram para casa, estranho e impossível assumiram novos significados. Enxames de gafanhotos, recorde de calor e tempestades devastadoras devastar Gatlin como luta Ethan e Lena para entender o impacto da Alegando Lena. Mesmo família de Lena de Supernaturals poderosos é afetada - e suas habilidades começam a falhar perigosamente. Com o tempo, uma questão torna-se clara: o que - ou quem - terá de ser sacrificado para salvar Gatlin Para Ethan, o caos é uma distração assustadora, mas bem-vindo. Ele está sendo perseguido em seus sonhos de novo, mas desta vez não é por Lena - e tudo o que está assombrando ele está seguindo-o para fora de seus sonhos e em sua vida cotidiana. Ainda pior, Ethan está gradualmente perdendo pedaços de si mesmo - esquecendo nomes, números de telefone, mesmo memórias. Ele não sabe por que, e na maioria dos dias ele está com muito medo de perguntar. Às vezes, não há apenas uma resposta ou uma escolha. Às vezes não há como voltar atrás. E desta vez não haverá um final feliz.
Resenha: Esse é o terceiro livro da série Beautiful Creatures e só posso dizer que adorei a estória e a capa, pois ficou maravilhosa na cor marrom e pra quem não reparou é uma escada estampada ao fundo. Confesso que no livro anterior fiquei meio decepcionada por falta de ação e das atitudes de certos personagens, mas agora as autoras surpreenderam os leitores com as mudanças que houve na cidade de Gatlin. Ethan continua narrando e agora sua vida anda muito difícil por ser o Obstinado e ter que encontrar respostas para tantas coisas, sem contar o fato de andar meio esquecido. Sua mãe continua enviando músicas sinalizadoras para ajuda-lo. E uma parte importante é que Lena e Ethan voltam ao passado tocando um objeto, no entanto dessa vez eles avistam o passado de Sarafine.
Agora que Lena finalmente se invocou, tanto para a Luz e tanto para as Trevas o mundo Conjurador e Mortal terá de enfrentar certas consequências por quebrar a Ordem. E claro que Abraan e Sarafine não facilitaram as coisas para ninguém com seus planos malignos. Muita ação e romance irá acontecer nessa pequena cidade. Não podemos esquecer que Link virou um Incubus e que terá de aprender a lidar com sua nova força sobrenatural. Ridley que está sem seus poderes e virou mortal ainda continua tramando para conseguir o que quer e conseguiu me surpreender em uma parte do livro, mas não sei se fez o certo se precipitando.
Algumas coisas me chamaram muita atenção, como o fato de um novo casal se formar, duas mortes de personagens importantes e da atitude de Ridley em relação ao Link, essas foram às partes em que mais gostei, pois foram inesperadas. Macon voltou como Conjurador com poderes incríveis e Amma parece estar mais sombria do que nunca, tomando algumas atitudes trágicas. E outro personagem não escapa dessa consequência que é Marian, onde será julgada pelo Conselho Distante por ter intervindo e ajudado Ethan. Tudo isso que aconteceu com os personagens trazem muitas perguntas sobre a Nova Ordem que precisa ser instalada, mas só Ethan parece ter o poder de consertar as coisas. O que gostei foi o fato de cada personagem ter tido que enfrentar um problema em toda aquela confusão do mundo estar prestes a acabar.
Como o título trás, acontecerá à décima oitava lua, porém não será a de Lena e sim a de um personagem do livro anterior. E dessa vez “Aquele que é Dois” terá de se sacrificar para trazer uma nova Ordem. E isso acontece somente no final, o que nos deixa ansiosos para a próxima sequencia. Não vejo a hora de ler 19 luas para saber o final de tudo e saber se vai dar tudo certo. Espero que a Lena e o Ethan possam se tocar de verdade e que Abraan se “ferre”. Avaliando bem, o terceiro livro é sempre o melhor e adorei tudo, ainda mais pelo fato de Lena ter parado de agir como antes. A Margareth e a Kami estão de parabéns, pois a estória teve um ritmo muito melhor e os personagens entraram numa nova perspectiva, recomendo o livro não só para aqueles que gostam de aventuras conjuradoras, mas para aqueles que procuram um bom livro!


Até a próxima!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário nos deixará extremamente feliz, mas lembre-se: Tenha cuidado, as palavras tem poder.

- Não faça ofensas
- Não seja intolerante
- Não desrespeite a opinião alheia
- Se for divulgar, ao menos comente sobre o blog!

Não se esqueça de no final deixar o link do seu blog pra podermos retribuir, será um prazer.

Obrigada ♥
xoxo